NA POLÍTICA, COM EMOÇÃO

A necessidade de voltar-se para o coletivo foi crescendo e a política foi a forma que Paulo encontrou para canalizar essa força e realizar seus sonhos.

Em 1975 foi eleito pela primeira vez para deputado estadual pela Arena de vanguarda.

Com a reorganização partidária, Paulo faz sua opção pelo PMDB e em 1983 se elegeu mais uma vez deputado estadual.

Ao lado de Mário Covas, Fernando Henrique, José Serra e Franco Montoro, ajuda a fundar o PSDB, e em 1989 foi eleito vereador pelo novo partido, reeleito em 1993, com mais de 32 mil votos, o segundo mais votado do seu partido.

Em seguida, é eleito Presidente da Câmara Municipal de São Paulo. Durante esse período, foi também Presidente do Diretório Municipal do PSDB.fhccovasmontoroserjao1

Em 1995 assume como deputado estadual pela terceira vez, com 48 mil votos, e, em seguida foi eleito Presidente da Assembléia Legislativa do Estado pelos colegas parlamentares.

Um de seus maiores orgulhos era, além de ter sido o primeiro político a presidir a Câmara Municipal de S.Paulo e a Assembléia Legislativa do Estado, ser o único nikkey a ocupar esses cargos. Dois momentos inesquecíveis: deu Posse aos Governadores Mário Covas e Geraldo Alckmin.

Outra de suas atribuições foi participar da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional, de 1999 a 2002, na Câmara Federal.

Por suas posturas equilibradas, destacou-se como interlocutor das Forças Armadas para inúmeros projetos e verbas, especialmente o aumento à segurança nas fronteiras.

Como membro da Comissão de Agricultura e Pecuária da Câmara dos Deputados, acompanhou todas as soluções envolvendo suas origens rurais.

TRABALHO DEDICADO TRAZ RESULTADOS

Paulo Kobayashi priorizou seu trabalho com a coletividade, mesmo abdicando algumas vezes da possibilidade de garantir espaços políticos ou manchetes de jornais. Foi um trabalho a serviço dos Estados, mas com muitos resultados.

Para ele, ações concretas e projetos legislativos claros sempre foram os melhores caminhos para valorizar quem estuda, ensina, emprega e trabalha.